doenças frequentes de retina em curitiba

Quais são as Doenças de Retina mais Comuns?

A retina é a parte do olho que contêm as células responsáveis por transmitir para o cérebro os feixes de luz, que serão transformados em imagens. Qualquer modificação na retina pode causar risco de perda parcial ou total da visão. Estas células estão em grande partelocalizadas na mácula (região da retina com a fóvea na zona central).

Dr. Alexandre Grandinetti explica que antes de realizar um exame na retina é necessário que o paciente realize a dilatação da pupila, esse procedimento permite que o oftalmologista avalie diversos aspectos da retina do paciente.

 

Principais Doenças da Retina

Retinopatia diabética: esta doença causa modificações estruturais nos vasos sanguíneos, devido a isso, além de ser uma das complicações do diabetes está entre as principais causas de cegueira em adultos. Com a evolução da doença, estes vasos sanguíneos ficam incontinentes e liberam sangue ou fluido sanguíneo na retina ou no vítreo, provocando problemas na visão. Quando os vasos sanguíneos anormais ou também chamados neovasos rompem-se devido à sua fragilidade e liberam sangue na cavidade vítrea, eles obscurecem a visão ou causam sua perda total, isso costuma ocorrer nos estágios mais avançados da doença. Já quando o fluido sanguíneo vasa para a região macular, forma-se um edema e consequentemente a perda da visão, podendo ocorrer em qualquer estágio da doença, mas principalmente nas fases mais avançadas.

Degeneração Macular Relacionada à Idade – DMRI: esta patologia é a causa mais frequente de perda da visão em pessoas com mais de 50 anos, ela ocorre na parte central da retina, chamada mácula e causa a perda progressiva da visão.

A mácula permite que os detalhes sejam vistos, ela tem células chamadas de fotorreceptores, que são sensíveis a luz e a convertem em impulsos elétricos que em seguida serão transmitidos para o cérebro através do nervo óptico. Quando estas células são degeneradas, ocorre a perda da visão central.

Retinopatia hipertensiva: a pressão arterial alta pode alterar os vasos sanguíneos da retina causando a retinopatia hipertensiva. As principais modificações são: obstrução ou rompimento dos vasos, estreitamento vascular (vasoconstrição) e espessamento da parede das pequenas artérias e pequenas veias (arteríolas e vênulas)

Descolamento de Retina: a retina é mantida no globo ocular pelo vítreo, que é uma substância viscosa e transparente, localizada entre ela e o cristalino, ele é responsável por manter a retina no local anatomicamente correto para que ela esteja em contato com os vasos sanguíneos e nutrientes que lhe darão sustentação e nutrição.

O descolamento de retina acontece quando ela se solta da superfície interna do globo ocular e esse rompimento impede o fornecimento de nutrientes e causa a degeneração celular. Este problema deve ser tratado como uma urgência médica, pois se o tratamento correto não for realizado, pode ocorrer a perda total da visão.

Para prevenir as doenças de retina recomenda-se visitar frequentemente o oftalmologista e ter hábitos de vida saudáveis. Os tratamentos para estas doenças variam dependendo dos sintomas e do diagnóstico, mas os principais incluem injeções intra-vítreas, cirurgias de retina e fotocoagulação a laser.

 

Tratamento para Doenças de Retina em Curitiba

Dr. Alexandre Grandinetti realizou mais de cinco mil cirurgias de retina e catarata nos últimos anos. Dr. Alexandre contribui ativamente no ensino da Oftalmologia aos Médicos Residentes  e Fellows de Retina  do Hospital de Olhos do Paraná.

Para o agendamento de consultas, entre em contato conosco.

Telefone: (41) 3310-4284

Endereço: Rua Coronel Dulcídio, 199 – Batel – Curitiba PR

 

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *