Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a catarata é a principal causa de cegueira reversível no mundo, alcançando 51% dos casos.

Apesar de ser uma patologia que afeta principalmente os idosos, a catarata pode ser congênita. Esta condição tem cura, mas o ideal é que o tratamento seja realizado o quanto antes, para evitar complicações de visão da criança. A catarata congênita é considerada uma das doenças oculares mais comuns na infância e corresponde a aproximadamente 10% dos casos de cegueira infantil, com incidência de 1 a cada 250 nascimentos ou 0,4%.

Diagnóstico

O diagnóstico da doença costuma ocorrer ainda na maternidade, com o teste do reflexo vermelho, conhecido popularmente como "teste do olhinho".a

Sintomas

O esbranquiçamento das pupilas do bebê é o principal sintoma da catarata congênita. Outros sintomas também podem indicar a doença, como movimentos dos olhos sem coordenação para direções variadas e o estrabismo.

catarata congenita

Causas da Catarata Congênita

As principais causas de desenvolvimento da doença são:

  • Anomalias de desenvolvimento
  • Fatores hereditários
  • Infecções tóxicas, parasitárias e embrionárias
  • Irradiação

Algumas patologias que acometem a mãe durante a gestação também podem provocar a catarata congênita, como a sífilis, toxoplasmose e rubéola.

A doença se manifesta normalmente em ambos os olhos, com forma e intensidade variadas, podendo ocorrer como enfermidade isolada ou associada a outras formações oculares deficientes.

Tratamento da Catarata Congênita 

Dr. Alexandre Grandinetti, médico especialista em doenças de retina em Curitiba, explica que o tratamento indicado para cada caso depende do estágio, localização, intensidade da opacificação do cristalino, presença de outras alterações oculares e da idade da criança.

Dependendo do caso, o tratamento poderá ser realizado com a aplicação de colírios midriáticos, óculos especiais, oclusão ou cirurgia.

Cirurgia para Catarata Congênita 

Segundo Dr. Alexandre Grandinetti, o procedimento cirúrgico deve ser realizado em geral entre a 4ª e 6ª semana de vida do bebê, sendo que a cirurgia apresenta excelentes resultados a curto, médio e longo prazo, com baixo índice de complicações.

A cirurgia de catarata congênita pode ser realizado através de técnicas de facoemulsificação (aspiração do cristalino), ou através da técnica  de vitrectomia via pars plana minimamente invasiva (25 ou 27 gauge).

Durante o pós-operatório podem surgir complicações como opacidades relacionadas ao trauma cirúrgico e glaucoma, que devem ser tratados prontamente.

Tratamento para Doenças de Retina Pediátrica em Curitiba

oftalmologista de dmri alexandre grandinetti
Dr. Alexandre Grandinetti

Em Curitiba, Dr. Alexandre Grandinetti realiza o tratamento para algumas das principais doenças oculares que ocorrem na infância e adolescência. Entre as doenças tratadas estão a catarata congênita, retinopatia da prematuridade, descolamento de retina e doença de coats. As consultas e tratamentos podem ser realizadas pelos principais convênios. Entre em contato conosco para mais informações.

Rua Coronel Dulcídio, 199 – Batel – Curitiba – Paraná | Cep. 80.420-170

Telefone: (41) 3310-4284

Telefone: (41) 3310 4240

Whatsapp: (41) 991 732 025

catarata

Agendamento de Consultas





Tags: catarata infantil congenita, catarata nos olhos, tipos de cataratas, catarata ocular, catarata congênita, catarata congenita tem cura, catarata congênita em bebe, catarata precoce.