doença de coats curitiba

Tratamento Doença de Coats em Curitiba

É uma doença caracterizada pela dilatação dos vasos que irrigam a retina, o que faz com que o soro sanguíneo extravase para a região traseira do olho, fazendo com que a retina fique edemaciada e com risco de descolar totalmente ou parcialmente. A patologia é geralmente unilateral (afeta apenas um olho), isolada e atinge principalmente meninos. A etiologia da doença ainda é desconhecida, no entanto, sabe-se que não é hereditária.

Os sintomas costumam surgir entre os 6 e 8 anos, porém, ela pode aparecer em crianças menores e até mesmo em adultos em alguns casos. O desenvolvimento é lento e progressivo, por isso é importante que ocorra o diagnóstico precoce para que haja tratamento e não ocorra perda da visão. Se o tratamento não for feito logo no início da patologia pode haver perda total da visão.

O objetivo do tratamento é o encerramento dos vasos danificados, de modo que a resolução da exsudação e deslocamento da retina seja facilitada. Os tratamentos iniciais utilizam crioterapia e terapia com laser. Já em casos mais graves são necessárias técnicas cirúrgicas de retinopexia, as mais comuns são avitrectomia de pars plana, remoção de membranas  eintroflexãoescleral. Aproximadamente 70% dos casos obtêm melhora clínica ou estabilização da doença.

Segundo o Dr. Alexandre Grandinetti a evolução da doença de Coats se classifica em 5 estágios:

  • Teliangectasiaretiniana: nesse estágio apenas os vasos estão afetados e ainda há grandes chances de o tratamento ter sucesso.
  • Teliangectasia e exudação: ocorre edema da retina devido a dilatação dos vasos. O tratamento nesse estágio também oferece boa probabilidade de recuperação.
  • Descolamento exsudativo da retina: nessa fase o tratamento pode necessitar de cirurgia.
  • Descolamento total da retina e glaucoma: nesse estágio, para aliviar a dor forte é necessário fazer a enucleação (retirada do globo ocular).
  • Fase final da doença: nesta fase não é necessário tratamento agressivopois o paciente não sente dor e já está completamente cego do olho afetado.

Na doença de Coats o diagnóstico precoce é essencial, porém, isto tem se mostrado um grande desafio, pois os pacientes normalmente são crianças, e estas muitas vezes tem dificuldade de expressar seus sintomas, devido a isso o teste do olhinho e exames de rotina na infância são fundamentais e devem estar presentes na rotina dos profissionais da saúde.

sindrome de coats tratamento curitiba medico especialista

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *